Mais informação ← Este sítio usa cookies para melhorar a experiência da sua visita.

Ponte Dentária Fixa (normal, cantilever e adesiva)

Como é a ponte dentária normal?

Quando falta um dente no meio de outros, a melhor maneira de colocar um dente postiço no seu lugar, sem recorrer ao implante dentário (*), é através de um tipo de prótese fixa de nome Ponte Dentária.

O novo dente fica integrado numa estrutura que se fixa nos dentes vizinhos (de cada lado do espaço desdentado). Esses são os pilares da ponte e o dente falso fica no meio, suspenso mas encostado à gengiva e parecendo nascer no local.

Ninguém percebe que o dente é falso e se encontra ligado aos dentes adjacentes.

Os dentes da ponte de porcelana

Os dentes das pontes dentárias são de porcelana ou cerâmica. Não alteram a côr e resistem ao desgaste e erosão. Eventualmente a superfície da cerâmica pode ficar suja mas um polimento superficial restitui o tom e brilho originais.

Outros tipos de ponte dentária

Embora o exemplo mais comum de ponte seja o descrito acima, existem ainda dois outros tipos, a Ponte Cantilever e a Ponte Adesiva. Têm indicações muito específicas e restritas.

Além disso, o tipo convencional pode ter um ou mais pônticos seguidos (dente falso suspenso da ponte dentária), contráriamente aos outros dois tipos que permitem apenas um pôntico.

(*) nota: as pontes também podem ficar fixas em implantes dentários. Quando assim acontece estamos perante uma ponte total (ponto 2 da página referida).
Nesta página descrevemos apenas as pontes dentárias cimentadas em dentes naturais, ainda presentes na boca.

Ponte cantilever

No caso da ponte cantilever, apenas um dos pilares está presente, porque não existe dente na outra extremidade, ou esse dente não pode ser usado devido à sua condição. É uma ponte com uma extremidade livre, o pôntico.

O dente suspenso (pôntico) será de reduzida dimensão para não ter que suportar muitas forças durante a mastigação e por vezes fica fora do contato com os oponentes pela mesma razão.

O único pilar da ponte cantilever tem que ser muito robusto e todo o caso devidamente planejado.

Ponte adesiva

Outro caso menos frequente, usado sómente em dentes incisivos superiores. Pequenas abas ou asas coladas no lado do palato dos dentes pilares, seguram o dente falso suspenso.

Não é uma fixação forte e por isso limitada a poucas situações. Tem a vantagem de ser pouco intrusiva, evitando o desbaste dos dentes pilares no perímetro da sua coroa anatômica.

Todos os tipos de ponte têm preços aproximados, não sendo esse o fator a considerar na escolha de cada um. O valor varia conforme a quantidade de dentes falsos (pilares + pônticos) que a ponte contém. Esses elementos devem estar bem descritos e identificados no orçamento do plano prostodôntico.


quando se perderam todos os dentes ⟶ dentadura fixa

(sugestão de leitura)